Siga nossas redes!

Saúde Financeira

Saúde Financeira

SAÚDE FINANCEIRA

Você já parou para pensar na semelhança entre os cuidados com a saúde financeira e a física? Quando algo não vai bem, é preciso mudar alguns hábitos, criar outros novos, fazer acompanhamento constante ou remediar — quando for preciso.

Assim como na saúde física, quando sua saúde financeira não vai bem, outras áreas também são impactadas. A preocupação com a falta de dinheiro pode gerar ansiedade, estresse, menor produtividade no trabalho e conflitos familiares que resultam na queda da nossa qualidade de vida.

Se você enfrenta um momento assim ou já passou por isso e não quer mais repetir esse cenário, é hora de cuidar da sua saúde financeira. Neste texto, você vai conferir como fazer isso na prática!

O que é saúde financeira?

Saúde financeira é o equilíbrio entre o quanto você ganha e a forma como utiliza o dinheiro. Isso é possível quando você cultiva um padrão de vida que se encaixa com a sua realidade, ou seja, sem gastos acima do seu orçamento.

Quem tem uma boa saúde financeira consegue se organizar para planos futuros, como fazer uma viagem, mudar de cidade, comprar um automóvel, abrir um negócio, etc.

A realidade econômica de uma cidade ou de um país pode afetar a saúde financeira de alguém, mas nós também temos a responsabilidade de gerenciar nossas finanças.

Por isso, é tão importante encontrar o ponto de equilíbrio entre o dinheiro que entra e o dinheiro que é gasto mensalmente.

Qual a importância da saúde financeira?

A saúde financeira é como uma balança. De um lado está a entrada de dinheiro e, do outro, as despesas.

O caminho do meio, do equilíbrio, é justamente não gastar todo o dinheiro que você ganha. Parte do dinheiro que você recebe precisa ser aplicado, dessa forma, a balança da sua saúde financeira não fica parada.

Na verdade, ela se movimenta pesando um pouco mais para um lado ou para o outro. Por exemplo, quando você usa parte do seu dinheiro para poupar mais e montar uma reserva de emergência.

Quando há um imprevisto, a despesa vai forçar o movimento da balança novamente. Mas, se você tem estabilidade financeira, controle das suas finanças e poupa um valor mensalmente, vai conseguir completar o dinheiro que usou dessa reserva.

Pense nesse movimento saudável para realizar planos maiores, que vão precisar de mais tempo de preparo financeiro. Assim, na hora em que colocar esses objetivos em prática, eles não vão afetar as outras despesas nem sua qualidade de vida.

Quais são os hábitos ruins para a saúde financeira?

Alguns hábitos de consumo podem prejudicar sua saúde financeira.

Quando buscamos uma estabilidade financeira, alguns comportamentos podem atrapalhar essa conquista. Comumente, os hábitos prejudiciais são:

– Não saber quanto ganha líquido por mês, qual o valor exato que cai na conta após o desconto de impostos e taxas;

– Não ter ideia de quanto está gastando ao longo do mês;

– Achar que o cartão de crédito é uma extensão do salário;

– Tem diversos cartões de crédito;

– Não aceita abrir mão do conforto e dos hábitos de consumo para fazer sobrar algum dinheiro;

– Na hora do aperto, recorrer ao cheque especial ou entrar no rotativo do cartão de crédito;

– Ter contas atrasadas e não pagar acordos.

Não é fácil abrir mão de alguns prazeres, mas quando a situação financeira não está indo bem, este é um passo fundamental. As mudanças podem ser como o remédio amargo que, neste caso, vai melhorar sua saúde financeira e te trazer mais conhecimento sobre o seu próprio dinheiro.

Como começar a cuidar melhor do meu dinheiro?

A saúde financeira está no dia a dia, na prática. Por isso, listamos abaixo quais hábitos você deve ter o dinheiro te ajudar a melhorar de vida:

Acompanhe suas finanças

Esta é a atividade essencial para quem quer ter mais tranquilidade quando se fala em dinheiro e estabilidade financeira. Crie uma planilha ou use um aplicativo para anotar quais são as suas receitas mensais e as despesas.

Ao saber quanto ganha e quanto gasta, em média, por mês, você pode definir um teto de gastos para atividades de lazer, por exemplo. Além disso, pode começar o hábito de poupar e se preparar para despesas maiores ao longo do ano.

Revise constantemente seus gastos

Observe para onde vai o dinheiro. Converse com sua família e veja quais despesas ficaram acima da média e avalie o que pode reduzir ou cortar, especialmente o que não usa, como a mensalidade da academia ou um serviço de streaming.

Gaste menos do que ganha

É a regra de ouro para vencer os problemas financeiros. Se você ainda não guarda nada, comece tentando separar parte do salário. Na conta digital BV, você pode usar a função Guardar Dinheiro, que evita que gaste um valor que já está juntando.

A saúde financeira não impede que você tenha seus gastos com lazer, como restaurantes, passeios e viagens. Você e sua família merecem ter esses momentos, mas eles podem ser planejados para não virarem um pesadelo para o bolso!

Livre-se de dívidas

Entender quais gastos podem ser minimizados é um passo importante para o bem-estar de sua saúde financeira.

Se você tem pendências, o primeiro passo é buscar resolvê-las. Faça uma negociação de suas dívidas com parcelas que se encaixam no seu bolso e, ao mesmo tempo, evite gastos que poderão levar a mais dívidas.

Evite compras parceladas com juros altos

O parcelamento com juros altos pode ser um vilão para a sua saúde financeira. Antes de comprar algo, pense bem se você precisa realizar essa compra agora ou se pode esperar, caso não possa pagar de uma vez.

Confira nosso texto que discute sobre pagar à vista ou parcelado e o que é melhor para o seu bolso.

Crie metas e se prepare para elas

Para conquistar nossas metas, é necessário se preparar financeiramente para elas.

Liste seus objetivos e os de sua família e se organizem para direcionar parte do valor que guardam para eles. Além disso, essas metas acabam servindo de incentivo para ter hábitos financeiros mais saudáveis.

Monte sua reserva de emergência

Tenha uma reserva financeira de seis a 12 meses do seu custo de vida. Caso perca o emprego ou tenha algum imprevisto, esses recursos vão garantir o bem-estar de sua saúde financeira.

Após o imprevisto, é importante que busque cobrir o valor dessa reserva novamente para, assim, manter sua segurança financeira estável.

Sergio Ricardo – Mestre em Coaching pela FCU – Flórida Christiam University , Educador Físico, com especialização em Psicossomática, e Pesquisador em: Neurociência Comportamental, Doenças Psicossomáticas, Neurofisiologia das Emoções. Formador e Instrutor de Cinesiologia Educacional e Terapia do Comportamento, Balanceamento Muscular, Memória Celular, Desativação de Estresse, Funcionamento do Cérebro nos Processos de Aprendizagem, Relacionamento Interpessoal, Integração e Dominância Cerebral, Ginástica Cerebral (Neuróbica e Neurofitness). Advanced Trainer em PNL, Constelador Sistêmico. Consultor Empresarial Especialista em Desenvolvimento de Liderança, Business Plan, Cultura Organizacional e Gestão de Mudança;

Artigos Relacionados

Saúde Financeira
coachsergioricardo@gmail.com

Saúde Financeira

SAÚDE FINANCEIRA Você já parou para pensar na semelhança entre os cuidados com a saúde financeira e a física? Quando algo não vai bem, é

Ler mais »
Faça parte da lista de conteúdo exclusivos.

Preencha o formulário abaixo para receber os conteúdos.

💬 Precisa de ajuda?